Ir para o conteúdo principal

É profissional na saúde?

Acesse aqui

Insuficiência renal crônica
e comprometimento do crescimento em crianças

A insuficiência renal crônica é uma doença caracterizada pela perda lenta e contínua da função dos rins, o que pode provocar acúmulo de toxinas e desequilíbrio de eletrólitos (sais minerais) no sangue.1-3 Ainda, a insuficiência renal crônica pode alterar a produção de hemácias, de vitamina D e de hormônios que controlam a pressão arterial, gerando sérios problemas de saúde.1,2

A insuficiência renal crônica tem maior incidência no sexo masculino e nos adultos. Embora a incidência dessa doença na infância seja muito menos frequente o que no adulto, ela pode gerar graves consequências no desenvolvimento físico, neurológico, psíquico e social das crianças.4

Entre as causas da insuficiência renal crônica em crianças estão os defeitos congênitos, as doenças hereditárias, a síndrome nefrótica, as doenças sistêmicas, as infecções ou traumas.3

Durante a infância, a insuficiência renal crônica apresenta características clínicas específicas.
O comprometimento do crescimento é uma complicação comum e talvez seja o sintoma mais aparente da insuficiência renal crônica em crianças. Um estudo realizado com mais de 5.000 crianças mostrou que cerca de 35% das crianças com insuficiência renal crônica apresentavam baixa estatura. O grau de comprometimento do crescimento aumenta à medida que a doença progride.2

Entre as alterações associadas à insuficiência renal crônica que contribuem para o comprometimento do crescimento das crianças estão a desnutrição, a acidose metabólica, os distúrbios minerais e ósseos, a anemia e as anormalidades eletrolíticas. No entanto, após a primeira infância, a falha do crescimento é principalmente devido a distúrbios no metabolismo do hormônio do crescimento (GH) e seu principal mediador, o fator de crescimento semelhante à insulina-I (IGF-I).2

A insuficiência renal crônica em crianças é diagnosticada por um médico por meio de um exame físico completo e dos sinais e sintomas existentes. Para confirmar o diagnóstico, o médico pode solicitar exames de urina e de sangue, exames de imagem e biópsia do rim.3

Tratamento da insuficiência renal crônica em crianças

O tratamento da insuficiência renal crônica em crianças depende da causa da doença. O médico especializado no tratamento de doenças renais em crianças é o nefrologista pediátrico. À medida que a doença progride, a criança pode precisar de tratamentos para anemia e para a baixa estatura. A anemia normalmente é tratada com um hormônio chamado eritropoietina, que estimula a medula óssea a produzir glóbulos vermelhos. Crianças com crescimento inadequado podem precisar fazer mudanças na dieta, tomar suplementos alimentares ou utilizar tratamentos com o hormônio do crescimento.3

O tratamento com o hormônio do crescimento é uma opção terapêutica segura e tem efeitos benéficos no crescimento quanto mais precoce for sua introdução. No entanto, a eficácia terapêutica do hormônio do crescimento dependerá também do tratamento adequado de todas as alterações nutricionais, metabólicas e hormonais associadas à doença renal crônica.4

Referências:

  1. Thomas R, Kanso A, Sedor JR. Chronic Kidney Disease and Its Complications. Primary care. 2008;35(2):329-vii. doi:10.1016/j.pop.2008.01.008.
  2. Francesca Becherucci1, Rosa Maria Roperto, Marco Materassi and Paola Romagnani. Chronic kidney disease in children. Clinical Kidney Journal, 2016, vol. 9, no. 4, 583–591.
  3. National Institute of Health. Kidney Disease in Children. Disponível em https://www.niddk.nih.gov/health-information/kidney-disease/children. Último acesso em 13/07/2017 às 17 horas.
  4. OLIVEIRA, Josenilson Campos de et al. Baixa estatura na doença renal crônica: fisiopatologia e tratamento com hormônio de crescimento. Arq Bras Endocrinol Metab, São Paulo, v. 52, n. 5, p. 783-791, July 2008.